Rede Marista de Solidariedade é reeleita no CEDCA-PR

Comunicação CMDI 03/09/2015

A Rede Marista de Solidariedade foi reeleita como representante da sociedade civil no Conselho Estadual de Direitos da Criança e do Adolescente (CEDCA-PR) para o mandato do biênio 2015-2017. A entidade concorria pela regional ampliada de Curitiba e Ponta Grossa e conquistou o maior número de votos (17) na capital.

Treze organizações foram habilitadas a concorrer às vagas das duas cadeiras destinadas à Regional Ampliada de Curitiba conforme o edital de eleição. No total, 29 organizações participaram votando e estiveram presentes no processo de escolha nessa regional.

A Rede Marista de Solidariedade possui representação no CEDCA-PR desde 2008. As representantes Maristas eleitas na Regional Ampliada de Curitiba foram Débora Reis (titular) – analista de orçamento público do Centro Marista de Defesa da Infância e Aniela Almeida (suplência) – assessora de incidência da Diretoria Executiva de Ação Social (DEAS) do Grupo Marista.

As candidatas que representaram a RMS no pleito da regional ampliada de Ponta Grossa, a assistente social Andressa Maravieski (titular) e a coordenadora pedagógica Janislei Becher (suplente), ambas do Centro Educacional Marista Santa Mônica, foram conduzidas para a vaga vacante da regional de Irati. Como o edital da eleição só permite uma vaga no conselho, a instituição optou por ocupar a vaga de Curitiba.

O processo eleitoral da sociedade civil do CEDCA-PR elegeu 12 conselheiros em 11 regionais do Estado: Curitiba, Foz do Iguaçu, Guarapuava, Cascavel, Ponta Grossa, Irati, Jacarezinho, Londrina, Maringá, Paranavaí e Toledo. As conselheiras aguardam agora a definição por parte da comissão eleitoral da data para tomarem posse.

Sobre o CEDCA-PR:

O Cedca/PR é um órgão de natureza estatal especial, com instância pública essencialmente colegiada, compondo-se de forma paritária com representantes governamentais e não-governamentais. O conselho reúne-se mensalmente para formular, deliberar e controlar ações referentes à criança e ao adolescente em todos os níveis, segundo leis federais, estaduais e municipais, em reuniões abertas à comunidade.