Projeto Colorir realiza formação sobre o ECA no Centro de Defesa

Comunicação CMDI 30/06/2015

Com o objetivo de conhecer melhor os direitos das crianças e dos adolescentes, 20 participantes do Projeto Colorir dos Aprendizes, do Programa Jovem Aprendiz, participaram no dia 29/04/2015 de uma formação sobre o Estatuto da Criança e do Adolescente, no Centro Marista de Defesa da Infância. A formação foi conduzida pela analista de Orçamento Público do Centro de Defesa e conselheira do CEDCA-PR, Débora Reis.

“A formação com os adolescentes do Programa Jovem Aprendiz permitiu mostrar o panorama histórico sobre a infância, o Sistema de Garantia de Direitos e Legislação com foco no ECA – Estatuto da Criança e do Adolescente. A formação e a atividade desenvolvida foi muito produtiva, participativa e relevante pois surgiu da expressão e da vontade do próprio grupo em aprender sobre o tema, sobretudo refletir sobre os seus direitos”, afirma Débora Reis.

Tendo como base os 5 direitos fundamentais presentes no ECA , cinco grupos ilustraram por meio de apresentações de teatro possibilidades de violações e de defesa desses direitos. Elis Pereira, estagiária do Projeto Brincadiquê? Pelo Direito ao Brincar, ensinou uma brincadeira com luvas brancas, em que o brincante pode desenhar e representar algum objeto, animal ou ate mesmo uma pessoa. O grupo pretende desenvolver esta atividade com crianças da Educação Infantil.

“A formação foi ótima. Tive um entendimento melhor dos direitos da criança e com isso os jovens poderão trabalhar com os projetos na educação infantil já sabendo como funciona o ECA. As atividades feitas foram ótimas para o melhor entendimento de alguns conceitos do ECA como por exemplos as medidas socioeducativas”, diz Aline Retzlaff, participante do projeto e jovem aprendiz do Centro de Defesa.

O projeto Colorir, como o nome diz, tem o objetivo de levar cor para a vida das crianças que moram na Vila Torres, colaborando na compreensão da realidade, a fim de entender e modificar o presente para que tenham um futuro melhor.

Algumas ações já foram desenvolvidas nesse ano, como na Páscoa, em que a turma “Nossa Voz” distribuiu chocolate para as crianças além de brincar e contar histórias para elas. Outra ação ocorreu no dia do brincar 30/05/2015, momento em que foram realizadas brincadeiras como “corrida de motoca” e distribuição de máscara.

Uma nova formação com a equipe de Assessoramento do Centro de Defesa, para falar sobre o Direito ao Brincar, será agendada ainda neste ano. Os jovens vão trabalhar com visitas no Centro Educacional Eunice Benato,  a partir do dia 15/05 e haverá uma festa julina com as crianças.

Texto: Aline Retzlaff – Adolescente Aprendiz do Centro Marista de Defesa da Infância